Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Os seres vivos reagem aos estímulos ambientais. Mudanças nas condições do ambiente, tais como sons, choques, calor e frio, são percebidas pelo organismo, que reage adotando uma postura correspondente ao estímulo. Embora sejam os músculos que respondem aos estímulos, é o tecido nervoso o responsável por sua recepção e escolha da resposta adequada.

 

Os neurônios, ou células nervosas, têm a propriedade de receber e transmitir estímulos nervosos, permitindo ao organismo responder a alteração do meio. Os neurônios são alongados, podendo atingir, em alguns casos, cerca de 1 metro de comprimento, como nos neurônios que se estendem desde nossas costas até o pé. São células formadas por um corpo celular ou pericário, de onde partem dois tipos de prolongamento: dendritos e axônio. (ver imagem)

 

Características Gerais
• Origina-se do neuroectoderma
• Formado por células altamente especializadas
• Responsável pelos mecanismos de regulação interna e coordenação
• Contém pouca matriz extracelular
• Altamente vascularizado (elevada atividade metabólica)
 
No encéfalo e na medula há duas regiões distintas:
Substância Cinzenta
• Corpos celulares de neurônios
• Células da glia
• Prolongamentos dos neurônios
 
Substância Branca
• Prolongamentos dos neurônios (mielinizados)
• Células da glia
 
Componentes
I - Neurônios
Função: Recepção, integração, condução e transmissão dos impulsos nervosos
 
Constituição
I - Corpo celular
• Porção central da célula
• Presença dos corpúsculos de Nissl (São cisternas de RER e polirribossomas)
 
II - Dendritos
Os dentritos são prolongamentos ramificados da célula especializados em receber estímulos, que também podem ser recebidos pelo corpo celular. O impulso nervoso é sempre transmitido no sentido dendrito – corpo – axônio.
• Prolongamentos numerosos
• Recebem os estímulos do meio ambiente
 
III - Axônio
O axônio é uma expansão celular fina, alongada e de diâmetro constante, com ramificações em sua porção final, de modo que o impulso pode ser transmitido simultaneamente a vários destinos. É uma estrutura especializada na transmissão de impulsos nervosos para outros neurônios ou para outros tipos celulares, como as células de órgãos efetores (musculares e glandulares).
• Prolongamento único.
• Condução de impulsos
• Transmitem informações do neurônio a outras células
• Podem ser mielínicos ou amielínicos
• Possui os botões terminais (regiões de sinapse)
 
Classificação
Quanto à Morfologia:
• Unipolares: um único prolongamento
• Bipolares: dois prolongamentos (um dendrito e um axônio)
• Pseudo-unipolares: único prolongamento que se ramifica
• Multipolares: vários dendritos e um axônio
 
Quanto à Função:
• Aferentes (Recebem o impulso sensorial e conduzem para o SNC)
• Eferentes (Originam-se do SNC e conduzem seus impulsos para músculos, glândulas e outros neurônios)
• Interneurônios (Localizados totalmente no SNC)
 
II - Células da Glia
Função:
• Proteção
• Sustentação metabólica
• Sustentação mecânica dos neurônios
 
Características
• Excedem o número dos neurônios em dez vezes
• Não propagam impulsos nervosos
 
Tipos Celulares:
I - Astrócitos
• Contribuem para o metabolismo energético dos neurônios
• Retiram íons e resíduos do metabolismo dos neurônios
• Responsáveis pela manutenção da barreira hemato-encefálica
 
II - Oligodendrócitos: Responsáveis pela produção de bainha de mielina no SNC
III - Microglia: Atuam como fagócitos na limpeza de resíduos e estruturas danificadas
IV - Células Ependimárias
• Células epiteliais modificadas
• Revestem os ventrículos encefálicos e o canal central da medula
V - Células de Schwann
• Responsáveis pela produção de bainha de mielina no SNP
 
 
Sinapse e Transmissão do Impulso Nervoso
Sinapses: Locais onde os impulsos nervosos são transmitidos da célula pré para a pós-sináptica, podem ser:
Elétricas: Permitem o movimento livre de íons de uma célula para outra
Químicas: Uso de neurotransmissores que se difundem para receptores na membrana pós-sináptica
 
Tipos de Contato Sináptico
Axodedrítica: entre axônio e dendrito
Axossomática: entre axônio e corpo celular
Axoaxônica: entre axônios
Dendrodendrítica: entre dendritos
 
Neurotransmissores
• São moléculas sinalizadoras
• Liberados pela célula pré-sináptica
• Ativam receptores da membrana pós-sináptica
 
Bainha de Mielina
• Formada pelos oligodendrócitos no SNC e células de schwann no SNP
• Tem como função evitar a perda do impulso nervoso, tornando-o mais eficaz
• Presença dos nódulos de Ranvier (Interrupções da bainha de mielina ao longo do axônio)

Mídia

  • Nunca administre qualquer tratamento sem consultar um profissional da área. Esse site é meramente informativo e não oferecemos consultas gratuitas.
LINK: