Portuguese English French German Italian Russian Spanish

 Os anexos embrionários são estruturas derivadas dos folhetos embrionários e que, com o desenvolvimento do embrião, atrofiam-se ou são expelidos por ocasião do nascimento. No entanto, são fundamentais para a manutenção da integridade do embrião, garantindo o seu desenvolvimento; Mas não fazem parte do corpo do embrião. (ver imagem)

  • Âmnio: o âmnio envolve completamente o embrião e delimita uma câmara (cavidade amniótica) cheia de um líquido aquoso, que protege o embrião contra choques mecânicos, além de proporcionar um meio constante ao embrião nele mergulhado, evitando a sua desidratação.
  • Alantóide: é uma espécie de vesícula. Além de funcionar como depósito dos excretas produzidos pelo embrião (função excretora), possui uma rica rede de vasos sanguíneos que possibilita a troca de gases respiratórios (função respiratória), ou seja, as funções da alantoide consistem em: acumular as excretas do embrião, eliminar gás carbônico. A alantoide fica incorporada ao cordão umbilical, que leva os nutrientes da placenta para o embrião.
  • Saco Vitelínico: É o único anexo de peixes e anfíbios. Ele envolve todo o vitelo contido nos ovos, e por meio de seus vasos sanguíneos, é responsável pela absorção desse material de reserva que será consumido durante o desenvolvimento o embrião.
  • Córion: Consiste de um anexo mais externo, com função de proteção; adere à casca do ovo e participa, com a alantoide, das trocas gasosas.


Já para os mamíferos (ver imagem)

  •  Placenta: É responsável pela fixação do embrião no útero e por todas as trocas metabólicas efetuadas entre mãe e embrião. A placenta é uma região especial do córion dotada de muitas vilosidades ricas em capilares sanguíneos, que garantem uma grande superfície para trocas de água, gases respiratórios, alimentos, excretas, hormônios, enzimas e outras substâncias que circulam entre o sangue materno e o do embrião.
  • Cordão Umbilical: Anexo exclusivo dos mamíferos que permite a comunicação entre embrião e a placenta. É um longo cordão que contem grande quantidade de vasos sanguíneos e preenchido por um material gelatinoso, denominado gelatina de Wharton.

 

  saco vitelino âmnio cório alantóide placenta
origem endoderme e ectodorme ectoderme e mesoderme ectoderme e mesoderme  endoderme e mesoderme mista>cório visolo(fetal) e decídua basal (materna)
ocorrência peixes, amfibios, répteis, aves e mamíferos répteis, aves e mamíferos  répteis, aves e mamíferos répteis, aves e mamíferos mamíferos eutérios e metatérios
função nutrição hematopoética(mamíferos eutérios) proteção contra choques mecânico, desidratação e manutenção da temperatura proteção contra choques mecânicos, absorção de cálcio e respiração  armazenar excreções, respiração e absorção de cálcio nutrição, proteção,respiração, excreção, defesa imunitária, e hormonal

 

  • Nunca administre qualquer tratamento sem consultar um profissional da área. Esse site é meramente informativo e não oferecemos consultas gratuitas.
LINK: