Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Porque fazer exame de necropsia theartofbehavior

Porque fazer exame de necropsia

O que é necropsia? De maneira simples, é a autopsia em um animal.

Calma, eu entendo que esse não é um assunto agradável de se falar, e muito menos agradável é o fato de pensar em qualquer coisa que envolva a perda dos nossos animais amados. Mas eu gostaria de compartilhar com vocês a importância desse exame para você mesmo.

Após a morte, devemos examinar o corpo do animal para entender o que aconteceu de fato. Seria para afirmar um diagnóstico prévio ou descobrir uma morte súbita, por exemplo. O exame necroscópico é muito importante nos casos de suspeita de intoxicação (que infelizmente ainda é um tanto quanto comum em gatos) e traumas, por exemplo. É o exame exigido em casos de boletins de ocorrências.

Nele, podemos avaliar os órgãos e possíveis lesões em busca da causa da morte do animal. Esse exame deve ser realizado por um veterinário especialista, o Patologista. O custo da necropsia em si é muito variável, de acordo com a região que você mora, mas tem um custo mínimo de R$150,00 para gatos. É o médico veterinário clínico que faz o pedido do exame para o Patologista. Se seu animal estava em acompanhamento, o clínico vai passar o histórico para o especialista. Já em casos em que o animal não estava em acompanhamento, é necessário passar todas as informações para o clínico, para que este repasse ao Patologista. Após entrar em contato com a clínica, você pode perguntar se precisa levar o animal até lá ou se a clínica ou mesmo o patologista pode buscar, vai depender muito da região e do serviço.

Na medicina humana, a autopsia já é bem difundida. Em casos de mortes de natureza violenta, é obrigatória a autopsia. Já em casos de morte natural, há necessidade de autorização da família. Mas me parece que é mais aceitável em se falar quando relacionado a humanos.

A sensação que eu tenho é que em relação a nós, médicos veterinários, o assunto é mais delicado. Como se fosse algo muito ruim ou ainda, inadmissível. Nós temos que comunicar o proprietário que o animal faleceu e num momento triste, ainda temos que informar sobre a possibilidade de fazer o exame pós morte. Soa pior do que um tapa na cara para qualquer um, inclusive se fossemos nós mesmos na mesma situação.

Mas ainda assim gostaria de convencê-los a pelo menos pensar na hipótese.  Vamos tentar pensar apenas nos benefícios… ninguém pensa mesmo no motivo que tirou nosso amado bichinho da gente? Como eu já disse, a necropsia é o único exame que temos para confirmar (ou afirmar) um diagnóstico da causa da morte. Além disso, é muito importante para saber se o animal não veio a óbito por alguma zoonose (que possa passar para as pessoas da casa) ou mesmo qualquer doença infecciosa que seja transmissível para outros gatos da casa e assim tomar as devidas providências para proteger os outros animals e pessoas de convívio.

O exame permite também a coleta de material para exames virológicos, bacterianos, parasitológicos, toxicológicos, que podem ser solicitados para complemento de diagnóstico. Mesmo porque o exame de necropia em si é a avaliação das lesões de maneira macroscópica (o que o Patologista identifica como lesão olhando os orgãos e cavidades). Mas na imensa maioria das vezes, se faz necessário exames microscópicos das lesões (coletar material, processar no laboratório e olhar no microscópio). Mas o ideal é que seja feito o mais rápido possível. Por isso precisamos perguntar se podemos fazer o exame assim que temos a notícia da morte.

Para os que querem enterrar seu animal, existe a necropsia cosmética, onde o Patologista pode examinar seu animal e depois, a abertura que foi realizada é fechada por sutura para que você fique com seu animalzinho.

Se você entendeu a importância desse exame, compartilhe com seus amigos seu novo conhecimento. E se tiver alguma dúvida, não deixe de comentar.

  • Nunca administre qualquer tratamento sem consultar um profissional da área. Esse site é meramente informativo e não oferecemos consultas gratuitas.
LINK:

Sobre o autor

Website.: gatalia.com.br

Graduada pela Universidade de Marília - UNIMAR. Atualmente cursando mestrado na área de Clínica Médica Veterinária na UNESP de Botucatu. Atua na área de clínica e comportamento de cães e gatos, com foco voltado para gatos.

 
CRMV: 34.988-SP
 
Contato: (14) 99684-0784
Botucatu - SP
E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Mais recentes de Sarah Paschoal Scarelli

Mais Vistos

Principais raças de ovinos

Principais raças de ovinos

Aqui estão listadas as principais raças de ovinos onde podemos...

Confinamento de boi de corte

Confinamento de boi de corte

É chamado de confinamento o sistema de criação de bovinos...

Abscessos causados por brigas em gatos

Abscessos causados por brigas em gatos

Um abscesso se desenvolve quando germes ficam presos sob a...

Ausência de ânus em cães e gatos

Ausência de ânus em cães e gatos

Atresia anal associada a fístula retrovaginal em cães A ausência...

Sanidade em pequenos ruminantes

Sanidade em pequenos ruminantes

A produção de pequenos ruminantes tem apresentado um crescimento mundial...

Ingestão de corpo estranho em cães

Ingestão de corpo estranho em cães

Com grande frequência atendemos pacientes onde os tutores relatam a...

Verminose Equina

Verminose Equina

Os equinos apresentam grande variedade de parasitos, principalmente vermes. Algumas...

Cólica Equina: Causas,Tratamentos e Prevenção

Cólica Equina: Causas,Tratamentos e Prevenção

A cólica equina é uma doença que afeta o aparelho digestivo e...

Hipoglicemia - Perda de consciência e estado de coma

Hipoglicemia - Perda de consciência e estado de coma

A baixa taxa de açúcar no sangue, tecnicamente chamada de...

Colostragem de bezerros leiteiros

Colostragem de bezerros leiteiros

Um dos aspectos mais importantes no sucesso na criação de...

Febre do leite ou hipercalcemia puerperal

Febre do leite ou hipercalcemia puerperal

Paresia bovina do parto, ou também conhecida como Febre do...

Carrapatos transmitem infecções aos seres humanos e animais

Carrapatos transmitem infecções aos seres humanos e animais

Os carrapatos afetam muito mais os cachorros do que os...

O gato Persa

O gato Persa

História   Por volta dos anos 1600, um viajante Italiano,...

Fornecimento de feno de alfafa picado ou peletizado para bezerros leiteiros

Fornecimento de feno de alfafa picado ou peletizado para bezerros leiteiros

A inclusão de forragem na dieta de bezerros leiteiros foi...

Raça: Maine Coon

Raça: Maine Coon

História   Uma das raças mais antigas na América do...

Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose)

Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose)

A Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose) É enfermidade infecto-contagiosa crônica de localização...