Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Tromboembolismo Arterial Felino

Geralmente o proprietário vem à clínica com a queixa de que seu gatinho apresentou paralisia dos membros posteriores de uma forma repentina e muitas vezes acreditam que houve algum trauma/atropelamento.

Para que haja o tromboembolismo é necessário a presença de alguns fatores predisponentes, conhecidos como tríade de Virchow:

1) Estase sanguínea (fluxo sanguíneo diminuído – ao ecocardiograma é visto o fluxo sanguíneo com velocidade muito baixa, conhecido como “sinal de smoke”);

2) Hipercoagulação sanguínea;

3) Lesão endotelial (dilatação atrial causa exposição de colágeno e as plaquetas começam a agregar, diminuindo a fluidez sanguínea);

A principal causa do tromboembolismo é a cardiomiopatia hipertrófica, doença de causa desconhecida e caracterizada pelo espessamento do miocárdio ventricular esquerdo (concêntrica – de fora para dentro), com consequente diminuição da câmara ventricular esquerda. Além disso, ocorre uma obstrução da via de saída do ventrículo esquerdo (aorta), promovendo regurgitação de sangue, dilatação do átrio esquerdo e, a longo prazo, edema pulmonar. Ainda, a hipertrofia do septo pode causar arritmias.

O tromboembolismo é um quadro agudo e emergencial, na qual os gatos apresentam paralisia de membros posteriores (gatinho arrasta as patinhas de trás), vocalização (devido à dor, pois essa obstrução aguda por trombo leva à produção de ácido lático), pulso arterial diminuído (obstrução parcial) ou ausente (obstrução total; mais comum), ausência de sangramento ao cortar unhas, hipotermia e cianose de extremidades (membros posteriores frios e azulados), podendo evoluir para necrose e perda desses membros.

Basicamente, o diagnóstico é feito através de exame clínico e histórico. Pode ser feito um ultrassom abdominal à procura de trombos na aorta abdominal, mas nem sempre podem ser visualizados. Pode ser feito um ecocardiograma, na qual são vistas alterações compatíveis com cardiomiopatia hipertrófica. É importante lembrar que é um quadro que pode ser confundido com trauma em coluna – para diferenciar, o Médico Veterinário palpa o pulso da artéria femoral, pois se for problema medular, o pulso estará normal e se for tromboembolismo, estará fraco ou ausente.

O tratamento pode ser feito de duas formas:

1) Prevenção da formação do trombo - para gatos que apresentam a cardiomiopatia hipertrófica. São usados os inibidores de agregação plaquetária (Clopidogrel ou Aspirina).

2) Tratamento para trombo já formado - nesse caso, há a terapia trombolítica (maior risco de hemorragia; Estreptoquinase ou Urokinase ou Ativador de plasminogênio tecidual) ou terapia anticoagulante (tem menor risco  de hemorragia; Heparina de alto peso molecular) + inibidores de agregação plaquetária.

É muito importante realizar o controle da dor nesses animais (uso de Metadona ou Fentanil), além de tratar a causa de base (cardiomiopatia hipertrófica – uso de beta bloqueadores, inibidores da ECA e furosemida), evitar stress (pois a adrenalina é vasoconstritora e pode diminuir ainda mais o fluxo sanguíneo), promover um ambiente confortável, realizar suporte nutricional (se não se alimentar, colocar sonda esofágica) e fisioterapia nas patinhas. O gato deve ficar em observação por pelo menos 72 horas pelo Médico Veterinário.

A partir de então o animal pode se recuperar e até voltar a andar ou pode desenvolver necrose dos membros e necessitar de amputação. Portanto, se seu gatinho parou de andar repentinamente, leve imediatamente ao Veterinário.

  • Nunca administre qualquer tratamento sem consultar um profissional da área. Esse site é meramente informativo e não oferecemos consultas gratuitas.
LINK:

Sobre o autor

Website.: www.facebook.com/pages/Dra-Thaís-Prado-Médica-Veterinária/1585245438418848?fref=ts

Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Paulista - UNIP. Atualmente cursando pós graduação na área de Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais no Instituto Qualittas. Atua na área de Clínica Médica  em atendimentos domiciliares de cães e gatos.

CRMV: 36179-SP

Contato: (11) 5581-4536 / 98986-1929
São Paulo - SP

E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Mais recentes de Thaís Prado Mesquita

Mais Vistos

Principais raças de ovinos

Principais raças de ovinos

Aqui estão listadas as principais raças de ovinos onde podemos...

Confinamento de boi de corte

Confinamento de boi de corte

É chamado de confinamento o sistema de criação de bovinos...

Abscessos causados por brigas em gatos

Abscessos causados por brigas em gatos

Um abscesso se desenvolve quando germes ficam presos sob a...

Ausência de ânus em cães e gatos

Ausência de ânus em cães e gatos

Atresia anal associada a fístula retrovaginal em cães A ausência...

Sanidade em pequenos ruminantes

Sanidade em pequenos ruminantes

A produção de pequenos ruminantes tem apresentado um crescimento mundial...

Ingestão de corpo estranho em cães

Ingestão de corpo estranho em cães

Com grande frequência atendemos pacientes onde os tutores relatam a...

Verminose Equina

Verminose Equina

Os equinos apresentam grande variedade de parasitos, principalmente vermes. Algumas...

Cólica Equina: Causas,Tratamentos e Prevenção

Cólica Equina: Causas,Tratamentos e Prevenção

A cólica equina é uma doença que afeta o aparelho digestivo e...

Hipoglicemia - Perda de consciência e estado de coma

Hipoglicemia - Perda de consciência e estado de coma

A baixa taxa de açúcar no sangue, tecnicamente chamada de...

Colostragem de bezerros leiteiros

Colostragem de bezerros leiteiros

Um dos aspectos mais importantes no sucesso na criação de...

Febre do leite ou hipercalcemia puerperal

Febre do leite ou hipercalcemia puerperal

Paresia bovina do parto, ou também conhecida como Febre do...

Carrapatos transmitem infecções aos seres humanos e animais

Carrapatos transmitem infecções aos seres humanos e animais

Os carrapatos afetam muito mais os cachorros do que os...

O gato Persa

O gato Persa

História   Por volta dos anos 1600, um viajante Italiano,...

Fornecimento de feno de alfafa picado ou peletizado para bezerros leiteiros

Fornecimento de feno de alfafa picado ou peletizado para bezerros leiteiros

A inclusão de forragem na dieta de bezerros leiteiros foi...

Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose)

Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose)

A Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose) É enfermidade infecto-contagiosa crônica de localização...

Raça: Maine Coon

Raça: Maine Coon

História   Uma das raças mais antigas na América do...