Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Dilatação Vólvulo Gástrico reprodução

Dilatação Vólvulo Gástrico

A Dilatação Vólvulo Gástrico (DVG) é uma das enfermidades médico/cirúrgicas mais difíceis de serem tratadas no ambiente hospitalar, uma vez que provoca uma série de alterações fisiológicas, de forma rápida, que culminam no óbito do paciente.

Ocorre em cães de raças grandes e gigantes como Pastor Alemão, Labrador e que possuam o tórax profundo, como o Dogue Alemão, São Bernardo e Fila Brasileiro. Também pode ocorrer por uma fraqueza dos ligamentos que sustentam o estômago. Todo movimento que desencadeia uma mudança pendular no eixo do estômago pode predispor à torção e à dilatação. 

A dilatação refere-se à distensão que o estômago sofre por ar deglutido (aerofagia), possui líquido e ingesta, e pode estar relacionada a uma grande quantidade de alimento ingerido, de forma rápida, que pode ocupar demasiadamente o estômago. Na dilatação, os mecanismos para aliviar a pressão do estômago como eructação ou vômito, acabam falhando.

O vólvulo ocorre se a torção continuar sobre o eixo maior do estômago, obstruindo de forma completa o fluxo gástrico de líquido, alimento e gases. Como a saída de gases está bloqueada, a dilatação gástrica aumenta.

A distensão gástrica progressiva pressiona o sistema vascular, comprometendo o retorno sanguíneo para o coração, causando um choque hipovolêmico secundário a um processo obstrutivo. A dilatação do estômago também compromete o funcionamento do diafragma, a expansão pulmonar e a ventilação.  Com o bloqueio do sistema vascular, ocorre necrose da parede do estômago.

O diagnóstico ocorre pelo histórico fornecido pelo proprietário do animal, como inquietude, dor, mímica de vômito e dilatação abdominal aguda. Ocorre também pelos sinais de choque, como pulso filiforme, mucosas pálidas, desidratação, taquicardia e taquipnéia. A realização de exames de imagem pode ajudar no diagnóstico definitivo, porém, é apenas recomendado a realização do exame radiográfico após a estabilização do paciente.

No tratamento, deve-se inicialmente tratar o choque, ao mesmo tempo que deve-se realizar a descompressão do estômago. Deve ser realizada uma reposição volêmica emergencial através de fluidoterapia ao mesmo tempo que deve-se realizar a descompressão gástrica, inserindo  uma sonda orogástrica pelo esôfago do paciente, porém, dependendo do processo patológico, o conteúdo gástrico pode estar aprisionado no estômago e esse procedimento não obter sucesso. Agulhas de grosso calibre na região do estômago. Caso não seja possível ou não obtenha resultado, deve-se realizar uma gastrostomia temporária.

A cirurgia para essa síndrome consiste em reposicionar o estômago em sua posição anatômica original, realizar ressecção de possíveis regiões necrosadas na parede gástrica, realizar a retirada do baço (esplenectomia) caso esse tenha rotacionando junto com o estômago e/ou apresente focos de necrose e por fim, realizar o “aprisionamento” do estômago à parede abdominal (gastropexia), para evitar que esse estômago sofra uma torção novamente.

O fator decisivo para o tratamento e bom prognóstico dessa síndrome é a percepção do proprietário ao seu animal, uma vez que muitos animais são levados ás clínicas e/ou hospitais veterinários muito tardiamente, quando a chance de sucesso do tratamento é muito baixa. Esteja sempre atento na quantidade de alimento, evite atividades físicas/brincadeiras logo após uma alimentação e em caso de dúvidas, leve o seu animal para o Medico Veterinário.  

  • Nunca administre qualquer tratamento sem consultar um profissional da área. Esse site é meramente informativo e não oferecemos consultas gratuitas.
LINK:

Sobre o autor

Website.: www.facebook.com/carloseduardo.dorlass

Formado pela universidade paulista UNIP, com pós graduação em clínica cirúrgica de tecidos moles pelo Instituto Qualittas. Atualmente cursando pós graduação em ortopedia na faculdade Anhembi Morumbi.

CRMV: 32.068 / SP

Contato: (11) 2203-4465
São Paulo - São Paulo

E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Mais recentes de Carlos Eduardo Dorlass

Mais Vistos

Principais raças de ovinos

Principais raças de ovinos

Aqui estão listadas as principais raças de ovinos onde podemos...

Confinamento de boi de corte

Confinamento de boi de corte

É chamado de confinamento o sistema de criação de bovinos...

Abscessos causados por brigas em gatos

Abscessos causados por brigas em gatos

Um abscesso se desenvolve quando germes ficam presos sob a...

Ausência de ânus em cães e gatos

Ausência de ânus em cães e gatos

Atresia anal associada a fístula retrovaginal em cães A ausência...

Sanidade em pequenos ruminantes

Sanidade em pequenos ruminantes

A produção de pequenos ruminantes tem apresentado um crescimento mundial...

Ingestão de corpo estranho em cães

Ingestão de corpo estranho em cães

Com grande frequência atendemos pacientes onde os tutores relatam a...

Verminose Equina

Verminose Equina

Os equinos apresentam grande variedade de parasitos, principalmente vermes. Algumas...

Cólica Equina: Causas,Tratamentos e Prevenção

Cólica Equina: Causas,Tratamentos e Prevenção

A cólica equina é uma doença que afeta o aparelho digestivo e...

Hipoglicemia - Perda de consciência e estado de coma

Hipoglicemia - Perda de consciência e estado de coma

A baixa taxa de açúcar no sangue, tecnicamente chamada de...

Colostragem de bezerros leiteiros

Colostragem de bezerros leiteiros

Um dos aspectos mais importantes no sucesso na criação de...

Febre do leite ou hipercalcemia puerperal

Febre do leite ou hipercalcemia puerperal

Paresia bovina do parto, ou também conhecida como Febre do...

Carrapatos transmitem infecções aos seres humanos e animais

Carrapatos transmitem infecções aos seres humanos e animais

Os carrapatos afetam muito mais os cachorros do que os...

O gato Persa

O gato Persa

História   Por volta dos anos 1600, um viajante Italiano,...

Fornecimento de feno de alfafa picado ou peletizado para bezerros leiteiros

Fornecimento de feno de alfafa picado ou peletizado para bezerros leiteiros

A inclusão de forragem na dieta de bezerros leiteiros foi...

Raça: Maine Coon

Raça: Maine Coon

História   Uma das raças mais antigas na América do...

Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose)

Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose)

A Linfadenite Caseosa (Pseudotuberculose) É enfermidade infecto-contagiosa crônica de localização...